Thursday, June 11, 2009

Conferência na CESUMAR




Conferência no CESUMAR, de Maringá.

Vi agora a notícia na INTERNET, que também cito, com a devida vénia:

"Mestrandos e graduandos em direito são instigados a conhecer as semelhanças e importância das constituições portuguesa e brasileira

O professor catedrático de Direito da Faculdade de Direito da UP (Universidade do Porto), em Portugal, Paulo Ferreira da Cunha, esteve no Cesumar, na última sexta-feira (27), para ministrar a aula magna aos mestrandos e graduandos de Direito da instituição. Autor de mais de 70 livros e 200 artigos científicos e colaborador de diversas revistas especializadas em Direito, o professor expôs aos estudantes as semelhanças entre as constituições portuguesa e brasileira e destacou a importância de ambas na defesa dos direitos humanos e sociais.

Segundo Cunha, há uma necessidade de os dois países manterem um diálogo aberto nestas questões, pois as duas constituições são da mesma família e "provavelmente houve influência da Constituição Portuguesa sobre a Brasileira". Para ele, aprofundar esse intercâmbio vai contribuir para que estudantes e pesquisadores da área compreendam melhor a importância do seu lugar e do seu patrimônio.

De acordo com o professor, ao contrário do que pensam os países Íominantes", Portugal e Brasil foram pioneiros na questão dos direitos fundamentais e humanos. "Muito antes da França ou Inglaterra terem inserido esses direitos em suas constituições, já existiam direitos mais antigos nesse campo criados pelos povos portugueses", disse ele.

Independente de teorias que atacam os direitos sociais, o professor disse que há motivos para boas esperanças, já que "mesmo os críticos mais aguerridos têm se convertido, na medida em que os direitos humanos são concedidos por cortes constitucionais e tribunais superiores". "Viu-se que há uma aplicação prática e uma possibilidade de defesa desses direitos na justiça", explicitou.

Segundo o coordenador do curso de Mestrado do Cesumar, doutor José Sebastião de Oliveira, a visita do professor Paulo da Cunha foi de extrema importância pelo enfoque nos direitos sociais da atualidade. "O conteúdo dessa aula magna promoveu um intercâmbio entre as duas constituições e isso é importante para o desenvolvimento dos estudantes de mestrado e de graduação", explicou o coordenador.

A mestranda em Direitos da Personalidade Lissa Cristina Pimentel Nazareth ressaltou que a aula magna com o professor Cunha, além de ter sido bem humorada, foi de suma importância para selar a relação da faculdade e dos estudantes com uma universidade tão renomada como a do Porto."

2 comments:

pfc said...

Apenas uma correcção: São mais de 400 artigos!

Fernandez said...

Temos de encontrar forma de aceder facilmente ao conteúdo integral das intervenções «do mestre»... o nosso mestrado ficaria, por certo, a ganhar!

Um bem-haja, Sérgio Fernandes (mestrando fd-up)